Entendendo “de verdade” o que é café especial (parte III)

Foto: Divulgação

Se sabe que muitos dos cafés tradicionais disponíveis nos supermercados, normalmente são frutos de grãos com defeitos, algumas impurezas (galhos da árvore do café, cascas do grão, etc.), blends de grãos da espécie arábica e robusta (conilon), o que prejudica muito na complexidade do sabor da bebida.

Não sabia? Mas é assim!

Vamos “ilustrar” um pouco como essa diferença é evidente, comparando duas amostras de grãos.

O teste é simples: visualize a imagem acima e responda: qual das amostras é de grãos de café tradicional e qual é o especial?

Como é de se esperar, cafés especiais possuem grãos selecionados, sem defeitos, resultado de uma seleção de grãos rigorosa e com o ponto da torra mais preciso.

Aliás, a torra dos cafés especiais é o tema do nosso próximo post.

Nos vemos lá!

Abraço

Flávia Fiorenza para Cafeine-me

Foto: Divulgação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *